5 dicas para deixar o bolo fofinho

Fazer um bolo é o momento de desacelerar e prestar atenção
nos detalhes, porque a pressa é inimiga da perfeição


Todo mundo tem sua dica para fazer um bolo perfeito. Mas, no final, o sucesso da receita depende é da química entre os ingredientes e de misturá-los na ordem certa para que todas as reações levem ao efeito desejado: uma massa bem leve e macia.

A farinha de trigo, por exemplo, é a encarregada de engrossar a massa, e precisa ser misturada a algum líquido para formar o glúten, a proteína que dá estrutura ao bolo. Já o fermento (ou o bicarbonato) produzem dióxido de carbônico, ou seja, as bolhinhas de ar que vão fazer a massa crescer. E o ingrediente gorduroso (como a manteiga e o óleo) é o que deixa o bolo bem úmido, com a ajuda do açúcar, que absorve os líquidos para a massa ficar bem molhadinha.

Em geral, os bolos mais fofinhos são aqueles em que o primeiro passo é bater a manteiga com o açúcar, uma técnica para aumentar a quantidade de ar e o volume do bolo para que ele fique bem leve. Usar um fuê também é uma boa para evitar torrões que comprometem a textura da massa. E nada de bater com muita força ou por muito tempo: trabalhar demais a massa deixa o ar escapar, e o bolo fica pesado.

Em geral, os bolos mais fofinhos são aqueles em que o primeiro passo é bater a manteiga com o açúcar, uma técnica para aumentar a quantidade de ar e o volume do bolo para que ele fique bem leve.

Sabendo dessas regras gerais, basta atentar para mais alguns detalhes para a receita dar certo – confira, abaixo, mais cinco dicas para fazer um bolo bem fofinho.

titulo-1-peneire-a-farinha
Passar a farinha pela peneira serve para desfazer os grumos e deixá-la bem homogênea e soltinha, pronta para ser misturada com leveza aos outros ingredientes. Isso faz com que a massa fique mais leve e aerada. O mesmo procedimento vale para o açúcar.

titulo-2-cuidado-na-xicara
Nada de pegar a farinha com a xícara para medir a quantidade — muito menos dar aquela batidinha no fundo para caber mais. Isso compacta a farinha, que acaba indo para a receita em quantidade maior do que a necessária. Resultado: o bolo ficará mais denso e seco. O correto é ir colocando a farinha na xícara com uma colher, sem apertar, e passar uma faca para nivelar o excesso.

titulo-3-misture-sem-pressa
Na hora de misturar os ingredientes secos, não coloque todos de uma vez. Adicione cada um aos poucos e polvilhe a farinha com delicadeza para deixar a massa mais aerada. Ao misturar os ingredientes secos aos molhados, a dica é usar uma espátula e mexer delicadamente, com cuidado para não bater a massa além da conta, senão ela ficará sem ar e pesada.

titulo-4-manteiga-no-ponto
Quando a receita pede manteiga, tire-a da geladeira 45 minutos antes de usar (ou aqueça um pouquinho no micro-ondas) até que esteja no ponto em que consegue sustentar a marca do dedão pressionado levemente sobre ela. Amolecida, a manteiga fica maleável para ser misturada e mantém sua estrutura, então ela consegue capturar e manter o ar na massa para deixá-la fofinha. A manteiga gelada ou derretida não consegue fazer isso, então o bolo fica mais denso.

titulo-5-devagar-com-o-forno
Enquanto o bolo está assando, bate aquela ansiedade para saber se ele já está pronto. Neste momento é que é crucial ter paciência. O ideal é não abrir a porta do forno antes dos 30 minutos, nem espetar o palito nele antes desse momento, para não fazer o ar sair e a massa murchar. Quando o bolo estiver pronto, desligue o forno e deixe-o lá dentro por alguns minutos, para evitar a queda brusca de temperatura, que pode fazer o bolo murchar.

Perguntas e respostas